Promoção!
camera-1989903_1920
ANF-99-096AVE-99-111DCCH-99-033FLR-99-445DMOS-99-037RPT-99-022SPT-01-035AVE-04-007AVE-05-183DBES-99-034CCH-99-005FLR-99-206GRU-99-010MAM-99-174MAM-99-200D

Curso Fotografia Roberto Murta (SEM alimentação/transporte)

R$440,00 R$390,00

O curso pretende estimular e desenvolver, através da aplicação de técnicas e exercícios específicos, a percepção, a observação e a conquista de imagens admiráveis e raras em ambientes naturais.
Objetiva também, através de aulas teóricas e práticas, a revisão de alguns conceitos básicos aplicados ao tema, o aprendizado e o desenvolvimento de técnicas de aproximação, o experimento de diferentes aberturas e exposições, o comportamento em montanha e a segurança em ambientes naturais.
São também alvos desse curso a conscientização e a sensibilização para a preservação dos recursos naturais, o bem estar e a saúde.

Em estoque

Descrição do produto

Carga horária: 20:30 h.  Aulas práticas (no Parque Estadual Serra do Rola Moça) e teóricas (sede da BMIP e no auditório do Parque Estadual Serra do Rola Moça).

Datas e horários: 9 Junho (sexta, de 8:00 as 22:30 h) e 10 Junho (sábado, de 8:00 as 18:00 h).

Investimento: 

Inscrição até 10/05: R$ 320,00

Inscrição até 06/06: R$ 390,00

Inscrição após 06/06: R$ 440,00

Nesses preços estão incluídos todos os coffee breaks,  e o alojamento no Parque Estadual da Serra do Rola Moça. Não estão o jantar do dia 9, o café da manhã e o almoço do dia 10, nem o transporte até o parque.

 

O Curso

 

O Brasil é um dos países com maior biodiversidade no mundo. Seu extenso território, com inúmeras fisionomias, estimulam fotógrafos e exploradores da natureza a registrar, em imagens, os tesouros dos ambientes preservados. As infinitas possibilidades de motivos e as inúmeras situações encontradas nesses ambientes nos convidam e aguçam nossos sentidos e desejos.
A fotografia de natureza tem peculiaridades próprias e exige muita dedicação e paciência, diferentes cuidados e planejamentos. Particularidades como a dificuldade de controlar a luz, o vento, comportamentos ou características especiais são fatores que impõem condutas e técnicas que diferem da fotografia convencional.
O curso pretende estimular e desenvolver, através da aplicação de técnicas e exercícios específicos, a percepção, a observação e a conquista de imagens admiráveis e raras em ambientes naturais.
Objetiva também, através de aulas teóricas e práticas, a revisão de alguns conceitos básicos aplicados ao tema, o aprendizado e o desenvolvimento de técnicas de aproximação, o experimento de diferentes aberturas e exposições, o comportamento em montanha e a segurança em ambientes naturais.
São também alvos desse curso a conscientização e a sensibilização para a preservação dos recursos naturais, o bem estar e a saúde.

 

Pré-requisitos

 

  • Conhecimentos básicos em fotografia;
  • Possuir equipamento fotográfico próprio (câmera analógica ou digital);
  • Amor à fotografia e à natureza.

 

Equipamento recomendado

 

  •  Câmera fotográfica com objetivas grande angular (ex: 14-55 mm) e tele objetiva (ex: 70-300 mm), e/ou câmara fotográfica de médio formato tipo Point & Shoot, flash externo e tripé;
  •  Baterias, carregadores, cartões de memória, e cabos de conexão;
  • Notebook;
  • Para pernoite no Parque é preciso trazer roupa de cama individual e toalha.

 

Material aconselhado para o campo

 

  • Roupas e calçados leves para caminhada (preferencialmente calças compridas leves de secagem rápida, calçados fechados, meias confortáveis para caminhada, camisas de manga longa, chapéu);
  • Lanterna de cabeça para as atividades noturnas;
  • Capa de chuva;
  • Chapéu;
  • Lanches leves para as trilhas, de acordo com a preferência pessoal;
  • Cantil ou garrafa de água;
  • Repelente de insetos;
  • Perneiras (se não tiver, a BMIP disponibiliza);
  • Protetor solar;
  • Camisas camufladas são uma boa opção para a observação de aves.

 

Programa

 

9 Junho (sexta-feira)

 

1ª Aula (teórica) _ (8:00/12:30 h) _ Local: Sede da BMIP

08:00 h: 

  • Introdução. Conceitos e básicos;
  • Noções sobre cuidados e segurança;
  • Logística de excursões fotográficas;
  • Revisão básica sobre equipamentos e objetivas;
  • Material de apoio utilizado em fotografia de natureza.

10:00 h – Coffee break –

10:30 h:

  • Preparo do material e equipamento fotográfico para passeios e excursões;
  • Revisão sobre fotometria, exposição e profundidade de campo, perspectiva;
  • Composição aplicada à fotografia de paisagem;
  • Iluminação aplicada à fotografia de natureza;
  • Efeitos da abertura e da velocidade de obturador em fotografia de paisagens;
  • O uso das diferentes distâncias focais das objetivas em fotografia de paisagens;
  • Distância hiperfocal.

12:30 h – Intervalo para almoço –

13:40 h:

  • Saída para o Parque (da sede da BMIP)

 

2ª Aula (prática)_(14:00/18:00 h) _ Local: Parque Estadual da Serra do Rola Moça

14:00 h:

  • Visita ao campo para experiências fotográficas monitoradas;
  • Aplicação de técnicas e conceitos diversos.

– O objetivo será o de capturar, preferencialmente, imagens de paisagens (campos, montanhas, céu), locais especiais como cursos d’água, jardins naturais, etc. e gerar conteúdo para análise na próxima aula.

– Ocasionalmente podem aparecer outros motivos de interesse.

18:00 h – Intervalo para o lanche do tarde –

 

3ª Aula (teórica)_(19:00/22:30 h )_ Local: Parque Estadual da Serra do Rola Moça

19:00 h:

  • O uso da composição e iluminação aplicada a fotografias de plantas e animais;
  • Técnicas iniciais de Close-up e Macrofotografia;
  • Esquemas de iluminação para fotografia com teleobjetivas e de aproximação (iluminação artificial e natural).

20:30 h – Coffee break –

21:00 h :

  • Análise do campo da tarde.

22:30 h – Término –

 

 

10 Junho (sábado) 

 

7:30 h – Café da manhã –

 

4ª Aula (prática)_(08:00/12:00 h )_ Local: Parque Estadual da Serra do Rola Moça

8:00 h:

  • Saída para o campo;
  • Fotografia monitorada de plantas e animais.

12:00 h – Intervalo para almoço –

 

5ª Aula (teórica)_(14:00/18:00 h) _ Local: Parque Estadual da Serra do Rola Moça

14:00 h:

  • Apresentação do material produzido na segunda aula prática;
  • Discussão sobre os resultados, acertos e dificuldades.

16:00 h – Coffee break –

16:30 h:

  • Dicas e sugestões de aperfeiçoamento personalizadas;
  • Discussão final dos tópicos abordados e conclusão.

18:00 h – Término –

 

 

Fotógrafo responsável:

Roberto Murta

Médico formado pela UFMG em 1977, pós-graduação em Ortopedia no Serviço do Hospital Felício Rocho em Belo Horizonte, tendo atuado nesta profissão por 38 anos.

Fotógrafo de natureza há 32 anos. Autodidata em fotografia de natureza, suas imagens têm sido veiculadas em livros, jornais, revistas, calendários, matérias científicas, publicidade, etc. Acompanha projetos de pesquisa e conservação, inventários, resgate e monitoramento de fauna e flora em vários programas em atividade. É professor de fotografia de Natureza.

Editor de livros e publicações. Possui grande conhecimento em gerenciamento editorial e editoração imagens na mídia impressa e eletrônica. É editor de 12 livros e coautor de 11 livros.

Publicou os livros: MAMÍFEROS DO CIPÓ, Tudy Câmara & Roberto Murta, 2003; JAMBREIRO: Fauna e Flora, Roberto Murta & Tudy Câmara, 2006; QUADRILÁTERO FERRIFERO: Biodiversidade protegida, Tudy Câmara & Roberto Murta, 2007; ANFÍBIOS DO IBITIPOCA, C. A. G. Cruz, R. N. Feio, U. Caramaschi e Roberto Murta, 2009; CANASTRA – Cores e Valores. Tudy Câmara & Roberto Murta, 2011; DAS GRUTAS À LUZ: Os Mamíferos Pleistocênicos de Minas Gerais. Cástor Cartelle, 2011; BIODIVERSIDADE – Gestão da Informação, Cinara Clemente et al.; ARQUEOLOGIA E HISTÓRIA: Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim. Sonila Morelo & Roberto Murta, 2014; QUILOMBOLA: Somos todos parte dessa história. Nila Rodrigues Barbosa, Ulisses Manoel Da Silva e Roberto Murta, 2014; ANFIBIOS: Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim. Bruno Pimenta, Danielle Costa, Roberta Murta-Fonseca, Tiago Pezzuti & Roberto Murta, 2014; FAUNA – Leste Atlântico do Espinhaço Meridional, Bruno Pimenta et al., 2015;