Imagem003
IMG_5236Imagem002Imagem001

Procedimentos, Riscos e Biossegurança para Profissionais no Trabalho com Animais Silvestres

 

O trabalho de campo com animais silvestres pode apresentar diversos riscos, tanto para a equipe quanto para os espécimes envolvidos nas atividades a serem desempenhadas. Diante da grande variedade de espécies com os quais os biólogos e veterinários se deparam em campo e o risco de transmissão de zoonoses nessa interface, bem como a ocorrência de acidentes durante sua manipulação, é de fundamental importância o conhecimento sobre procedimentos, riscos e biossegurança para a manutenção da saúde humana, animal e ambiental.

Descrição do produto

Carga horária: 15 h

Datas e horários

 

Investimento

 

Programa

(sujeito a alterações)

 

– Riscos biológicos e a classificação de agentes biológicos com potencial zoonótico;
– A distribuição das doenças mais importantes por Estados brasileiros;
– Animais silvestres brasileiros reservatórios de agentes zoonóticos;
– Acidentes de trabalho com animais silvestres e as zoonoses;
– Como instituir os primeiros socorros em trabalhos de campo;
– Órgãos de referência e os procedimentos legais necessários para obtenção de licenças para atividades de campo com animais silvestres;
– A importância do bem-estar animal em trabalhos de campo: técnicas de contenção físico-química de pequenos mamíferos silvestres;
– Procedimentos específicos para a coleta de amostras de sangue e amostras de órgãos de animais silvestres;
– Procedimentos específicos para o acondicionamento e o transporte de material biológico de animais silvestres;
– Como proceder o descarte apropriado de resíduos biológicos e químicos após o fim das atividades de campo;
– Barreiras de proteção e sua importância durante as atividades desempenhadas com animais silvestres;
– Dinâmica de grupo: apresentação de situações hipotéticas de trabalho em campo para que as equipes realizem o planejamento e organização das atividades a serem desempenhadas e bem como de seus planos de emergência.
– Treinamento para coleta de amostras biológicas em modelo de animal silvestre.

 

Profissional responsável:

Mirella Lauria D’Elia 

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Minas Gerais; mestranda na área de Epidemiologia com enfoque em sanidade de carnívoros silvestres brasileiros no Departamento de Medicina Veterinária Preventiva da Escola de Veterinária da UFMG. Durante sua trajetória profissional vem desenvolvendo protocolos para coleta, acondicionamento e remessa de amostras biológicas, bem como a sistematização de dados epidemiológicos de animais silvestres.